Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

Nutrição: O que é Flexitarianismo?

A maior parte das pessoas segue uma dieta onívora, o que significa que elas comem de tudo: verduras, legumes, frutas, cereais, ovos, leite, peixe, frango, carne de gado etc. Mas você já ouviu falar do flexitarianismo? Essa é uma dieta muito mais parecida com a de um vegetariano, pois seus seguidores dão preferência a alimentos de origem vegetal em cerca de 80% de suas refeições, seja por motivos de saúde ou ecológicos.

Nessa modalidade, o consumo de carne acontece esporadicamente, dependendo do contexto social, como em uma festa de aniversário, e da vontade pessoal. Dessa forma, a ingestão de peixe, frango e carne de porco ou gado é muito mais restrita para um flexitariano do que para um onívoro, que consome esses alimentos na maior parte de suas refeições.

Nem lá nem cá, o flexitarianismo, que é um tipo de “vegetarianismo flexível”, pode ser o começo da mudança de hábitos para reduzir o seu consumo de carnes. A dieta é rica em vegetais, cereais integrais e legumes, mas há a ingestão de carne de maneira controlada.

A palavra FLEXITARIANISMO funde a palavra "vegetarianismo (com seu sentido distorcido: exclusão apenas de carne) com a palavra flexível. Ou seja, a pessoa flexitariana é alguém que pratica o vegetarianismo em um ou alguns dias da semana.

Embora essa tendência tenha pontos positivos, é preciso lembrar que não se deve cortar por completo nenhum alimento da dieta sem consultar um nutricionista, pois é necessário saber como você irá repor os nutrientes que perderá ao comer carne em menor quantidade.

Enquanto o flexitarianismo é uma escolha muito boa para comer de forma mais saudável, é importante sempre ingerir a quantidade certa de nutrientes. Por isso consulte um especialista antes de tomar qualquer decisão.

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba