Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

O que é Farmacognosia?

A farmacognosia é a área mais antiga das ciências farmacêuticas e tem como alvo de estudo os princípios ativos naturais, sejam animais ou vegetais.

A definição mais completa de farmacognosia: “é a aplicação simultânea de varias disciplinas cientificas com o objetivo de conhecer fármacos naturais sob todos os aspectos”. Ou ainda, a farmacognosia é uma ciência multidisciplinar que contempla o estudo das propriedades físicas, químicas, bioquímicas e biológicas dos fármacos.

A Farmacognosia foi, é e continuará sendo sempre área de conhecimentos interdisciplinar. A botânica, a química de produtos naturais e a farmacologia sempre constituíram as colunas mestres sobre as quais se apoia a farmacognosia. Para ser farmacognosta, não basta ser especialista em umas das três áreas citadas, é imprescindível ter visão conjunta. Só assim o profissional poderá ter conhecimentos adequados sobre as drogas, qualificando-se no sentido de ser autêntico representante desta área de conhecimento.

Em farmacognosia, o termo droga é todo o produto de origem animal ou vegetal que, coletado ou separado da natureza e submetido a processo de preparo e conservação tendo composição e propriedades tais, dentro de sua complexidade, que constitua a forma bruta do medicamento. Droga, é pois, toda a matéria sem vida, que sofreu alguma transformação para servir de base para medicamento.

Em nosso país, possuidor de uma das floras mais variadas do mundo, riquíssima em plantas medicinais, a oportunidade para o exercício da farmacognosia assume importância maior.

Em 1815, Seydler em sua Anacleta Pharmacognostica, criou o termo farmacognosia para designar a ciência que estudava as matéria de origem natural, usadas no tratamento de enfermidades.

Farmacognosia

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba