Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

Comunicação Social: Rádio e Televisão é o novo curso da FUNVIC!

A FUNVIC - Faculdade de Pindamonhangaba comunicou essa semana a aprovação de um novo curso para a sua grade. O curso de Comunicação Social: Rádio e Televisão é a grande novidade da instituição que comemora a conquista.

Quem pretende estudar na FUNVIC, encontrará muitas novidades. Uma delas é este novo curso de Bacharelado em sua grade, com a disponibilidade de 50 vagas matutinos e 50 vagas no período noturno.

A grande motivação para a criação do Curso de Comunicação Social Rádio e TV se baseia na crescente demanda por profissionais qualificados aptos a aliar conhecimentos técnicos, sociais, éticos e humanos no desenvolvimento de produtos audiovisuais para os veículos de comunicação e também para as novas plataformas tal como os dispositivos móveis. Segundo publicação da Associação Brasileira de Agência de Publicidade, a Abap, a TV emprega diretamente 50.178 pessoas, e o rádio, 32.232. O setor da radiodifusão, que responde por 0,49% do PIB, gera 743.900 mil empregos (diretos e indiretos).


Mas você sabe o que é Rádio e Televisão e onde as pessoas que se formam nesse curso podem trabalhar?

O profissional de Rádio e TV tem atribuições que variam de acordo com a área direta em que atua: criação, direção, edição, produção, roteiro ou operação.

Roteiro: Entre as atribuições está escrever os textos para a narrativa de conteúdos audiovisuais. O(a) profissional atuando no roteiro deve ter em mente o produto ou mensagem a ser transmitido e o público alvo, criando materiais que sejam altamente cativantes. É com ele(a) que tudo começa: sem roteiro, não há vídeo.

Produção: Em seguida, vem a produção. É nela que se garante que todo o “backstage” de uma gravação esteja conforme o esperado necessário para que ela ocorra. Isso inclui a infraestrutura, material de apoio, objetos, cenários, equipamentos, pessoal, suporte técnico e logístico para as gravações.

Operação: É quem tem a técnica e opera os equipamentos como câmeras, gravadores, microfones, holofotes e tudo mais. Grande parte da qualidade da gravação vêm da parte técnica.

Criação: Atribuições de criação podem envolver a animação, direção de imagem, motion graphics, etc.

Edição: Tratar o produto bruto e adaptá-lo de acordo com as necessidades e especificações do roteiro, melhorando o áudio e a imagem, além de finalizar o produto.

Profissionais da área também podem ser responsáveis por chefiar equipes, coordenar programações, supervisionar a produção e qualidade desses produtos, orientar técnicos na construção de cenários e pessoal durante a gravação. Ele(a) é muito requisitado em emissoras de rádio e TV, mas também em produtoras de vídeo e agências de publicidade para criação de conteúdo promocional de marcas.

Perfil e características do profissional

Os profissionais da área de Rádio e TV precisam ter uma excelente capacidade de comunicação e de criar conteúdos que expressem a mensagem da empresa ou do cliente. Geralmente, entre os maiores requisitos estão conhecimentos em editores de vídeo (Final Cut, Premiere, Audition, Vegas, Lightroom), de imagem (Photoshop, Illustrator), e tratamento de áudio.


Entre as características pessoais, destacam-se:
- Excelente capacidade de se comunicar, seja escrita ou oral

- Atenção a detalhes e comprometimento com a qualidade Jogo de cintura para lidar com os imprevistos e desafios do dia a dia Mente aberta e muita criatividade

- Trabalho em equipe e proatividade

- Rápido aprendizado e adaptação Senso estético apurado

-Bagagem cultural e repertório visual Perfil hands-on

- Comprometimento com resultados e prazos.

Quem fala um pouco do curso de Rádio e Televisão é coordenador do curso, Prof. Rafael Takei, que foi o entrevistado de Reinaldo Moreira, no Jornal Mais Notícias. O Prof. falou detalhes sobre o curso. Confira: Comunicação Social: Rádio e Televisão

cover

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba